Dia-a-dia

O que é acne?

Acne é uma infecção que ocorre quando os folículos capilares são obstruídos por oleosidade, células mortas, sujeira e bactérias


Imagem editada e redimensionada de Scott Webb, está disponível no Unsplash

Acne é uma infecção de pele que ocorre quando os folículos capilares são obstruídos por oleosidade, células mortas, sujeira e bactérias. Quando isso ocorre, pode aparecer uma espinha. Se a pele for afetada repetidamente por essa condição, é caracterizado um quadro de acne.

Embora a acne não seja uma condição que apresente risco de vida, ela pode ser dolorosa, principalmente quando é grave. Também pode causar sofrimento emocional, podendo afetar a auto-estima e, com o tempo, causar cicatrizes físicas e psicológicas permanentes.

Sintomas da acne

A acne pode ser encontrada em praticamente qualquer região do corpo, mas é mais comum no rosto, costas, pescoço, peito e ombros.

Se você tem acne, normalmente notará espinhas brancas ou pretas (cravos), ambos conhecidos como comedões.

Os cravos se abrem na superfície da pele, e adquirem a cor preta por causa do contato com o oxigênio. Espinhas e cravos são as lesões mais comuns de acne, mas também podem ocorrer outros tipos de lesões inflamatórias mais propensas a causar cicatrizes na pele, incluindo:

O que causa acne?

A acne ocorre quando os poros da pele ficam bloqueados com oleosidade, sujeira, pele morta ou bactérias.

Cada poro da pele é a abertura para um folículo. O folículo é constituído por um pelo e uma glândula sebácea (óleo).

A glândula sebácea libera sebo (óleo), que viaja pelos fios capilares (pelos), poros e para a pele. O sebo mantém a pele lubrificada e macia.

Um ou mais problemas nesse processo de lubrificação podem causar acne. Pode ocorrer quando:

Esses problemas contribuem para o desenvolvimento de espinhas. Uma espinha aparece quando a bactéria cresce em um poro entupido e a oleosidade não consegue sair.

Quais são os fatores de risco para o desenvolvimento de acne?

Mitos sobre o que contribui para a acne são bastante comuns. Muitas pessoas acreditam que alimentos como chocolate ou batatas fritas contribuirão para a acne. Embora não haja embasamento científico para essas alegações, existem certos fatores de risco para o desenvolvimento de acne. Esses incluem:

As pessoas correm maior risco de desenvolver acne durante a puberdade. Durante esse período, seu corpo sofre alterações hormonais. Essas alterações podem desencadear a produção de óleo, levando a um aumento do risco de acne. A acne hormonal relacionada à puberdade geralmente desaparece, ou pelo menos melhora quando você atinge a idade adulta.

Como a acne é diagnosticada?

Se você apresentar sintomas de acne, procure orientação médica. Um dermatologista é capaz de identificar o tipo de lesão e o melhor tratamento para ela.

Tratamento da acne

Cuidados em casa

Existem algumas práticas de autocuidado que você pode tentar em casa para evitar espinhas e melhorar o quadro de acne. Os remédios caseiros para espinha incluem:

Saiba como evitar colocar a mão no rosto na matéria: "Como evitar colocar a mão no rosto".

Medicamento

Se os cuidados acima não melhorarem a acne, você pode utilizar remédios para acne que são vendidos sem a necessidade de receita médica. Estes incluem:

Às vezes, você pode continuar tendo sintomas. Se isso acontecer, procure orientação médica. O profissional poderá indicar:

Mulheres com acne hormonal podem ser tratadas com pílulas anticoncepcionais ou espironolactona. Esses medicamentos regulam hormônios que podem causar acne por meio de uma diminuição na produção de oleosidade.

A isotretinoína é um medicamento à base de vitamina A usado no tratamento de certos casos de acne nodular grave. Pode causar efeitos colaterais graves e é usado apenas quando outros tratamentos não funcionam.

O médico ou médica pode recomendar procedimentos para tratar a acne grave e evitar cicatrizes. Esses procedimentos funcionam removendo a pele danificada e reduzindo a produção de oleosidade. Estes podem incluir terapia fotodinâmica, dermoabrasão, microdermoabrasão, injeções de cortisona, entre outros.

Qual é a perspectiva de alguém com acne?

O tratamento para acne geralmente é bem sucedido. A maioria das pessoas pode esperar que a acne comece a desaparecer dentro de seis a oito semanas. No entanto, crises são comuns e podem exigir tratamento adicional ou a longo prazo. A isotretinoína é o tratamento com maior probabilidade de fornecer resultados positivos permanentes ou a longo prazo.

As cicatrizes da acne podem causar sofrimento emocional. Mas, o tratamento imediato pode ajudar a evitá-las. Além disso, existe tratamento para cicatrizes.

Como prevenir a acne

É difícil prevenir a acne. Mas você pode tomar medidas em casa para ajudar a preveni-la após o tratamento, como:

Além disso, um estudo sugeriu que consumir vitaminas A,C, E e Di-Indol Metano (DIM) diariamente pode prevenir a acne.

A vitamina A suaviza a pele para que fique menos oleosa, melhora a circulação sanguínea e apoia a função celular saudável. A vitamina C, por sua vez, ajuda a reduzir o aparecimento de rugas e manchas, estimulando a produção de colágeno e cicatrizando a pele e outros tecidos conjuntivos.

Já a vitamina E oferece proteção antioxidante contra os radicais livres, promove a saúde da pele e do cabelo, fortalece as paredes capilares, repara os tecidos e melhora a circulação. Por fim, o Di-Indol Metano (DIM) trabalha para melhorar o metabolismo, eliminando inflamações e bactérias que causam acne.


Fonte: Darla Burke

Veja também: